Ajudamos a Pintar Portugal Desde 2005

Dicas

16 Regras simples mas eficazes para um pintura cinco estrelas

Neste artigo vamos indicar-lhe algumas regras, que podemos considerar fundamentais, para quando fizer um trabalho de pintura conseguir um resultado cinco estrelas. Da próxima vez que fizer um trabalho de pintura obtenha um resultado digno de um profissional! 16 REGRAS SIMPLES MAIS EFICAZES PARA PINTAR COM MAIS QUALIDADE 1 Tenha cuidado com os defeitos existentes […]


Pintar com Qualidade

16 Regras simples mas eficazes para um pintura cinco estrelas

Neste artigo vamos indicar-lhe algumas regras, que podemos considerar fundamentais, para quando fizer um trabalho de pintura conseguir um resultado cinco estrelas.

Da próxima vez que fizer um trabalho de pintura obtenha um resultado digno de um profissional!

16 REGRAS SIMPLES MAIS EFICAZES PARA PINTAR COM MAIS QUALIDADE
1 Tenha cuidado com os defeitos existentes na superfície que deseja pintar. Repare-os adequadamente antes de iniciar a aplicação de um esquema de pintura.
2 As superfícies pintadas de tinta brilhante refletem muito a luz, por essa razão mesmo as mais pequenas irregularidades ou defeitos da parede serão visíveis. No entanto as tintas brilhantes são geralmente mais resistentes que as mate.
3 Antes de pintar uma superfície com uma tinta brilhante cubra a superfície com uma ou duas demãos de tinta mate.
4 Utilizar um primário selante antes da aplicação da tinta vai fechar os poros da parede e impedir que seja desperdiçada uma grande quantidade de tinta, com consequente maior rendimento da tinta de acabamento. Esta situação é principalmente importante em paredes muito porosas.
5 Pintar duas demãos finas sucessivas dão geralmente melhor resultado do que uma só demão espessa, que secará com mais dificuldade e poderá deixar mais marcas.
6 Siga sempre as indicações fornecidas pelos fabricantes dos produtos que utilizar, pode ler essas informações nas fichas técnicas – pode encontrar aqui no nosso site – conseguirá assim um trabalho de maior qualidade.
7 Escolha as tintas corretamente conforme o que vai pintar, se não sabe exatamente o que deve comprar ou como deverá efetuar o trabalho pergunte a um técnico especializado, poderá assim poupar muito dinheiro e trabalho, comprar apenas o que é necessário e o que é mais indicado.
8 Compre somente a quantidade de tinta que vai utilizar na pintura. Veja o rendimento (m2/litro/demão) do produto (tintas, vernizes, primários, etc.) que escolheu e faça o cálculo da quantidade que vai necessitar. Calcule os metros quadrados (m2) a pintar e multiplique pelo nº de demãos, depois divida pelo rendimento da tinta e saberá então a quantidade necessária para efetuar a pintura.
9 Tenha em conta o poder de cobertura da tinta. Uma tinta cara, na altura da aquisição, mas cujo poder de cobertura é excelente, tornar-se-á mais económica do que uma tinta barata cujo poder de cobertura é menos bom.
10 Para pintar paredes de alvenaria (reboco, tijolo, etc.), principalmente as externas, utiliza tintas 100% acrílicas, que são mais duráveis e resistentes à chuva, sol e intempéries.
11 Misture sempre muito bem a tinta antes de começar a pintar, e vá repetindo durante o trabalho.
12 Elimine imediatamente as manchas de tinta com um pano húmido, exceto sobre os vidros, onde a tarefa será mais fácil depois de a tinta secar, nos vidros elimina-se com a ajuda de uma espátula.
13 O pó é um grande inimigo de qualquer trabalho de pintura. No interior, evite as correntes de ar e limpe o pavimento, para evitar que o pó se levante. No exterior, trabalhe em dias sem vento ou vento fraco, para evitar que o pó e os insetos colem-se à tinta.
14 As divisões que por natureza são mais sombrias ganham ao serem pintadas com cores clara.
15 Uma divisão alta parecerá mais baixa se o teto tiver uma cor escura. Pelo contrário, se o teto estiver pintado com uma cor mais clara do que a das paredes, a divisão parecerá mais alta.
16 Não pense que resolve o problema da humidade nas paredes com uma ou mais demãos de tinta. Antes de mais deverá determinar e reparar o problema que está na origem do problema e só depois voltar a pintar a área afetada. Se não proceder desta forma a humidade existente voltará a estragar a pintura.

Leia Também

 2 Mensagens

  1. António Virgílio
    António Virgílio
    5 Maio, 2016 às 15:29

    Dicas preciosas e muito objectivas. São uma excelente ajuda.

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      5 Maio, 2016 às 19:14

      Obrigado pela sua palavras, é com esse sentido que nos dedicamos diariamente a este protejo.

      Melhores cumprimentos,

      Carlos Santana
      Tintas e Pintura

A Sua Mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

INFORMAÇÃO SOBRE AS MENSAGENS

Se nos contactar nesta página, a nossa resposta será colocada nesta mesma página. A nossa resposta NÃO será enviada por email. Guarda esta página no seu browser, para não se esquecer de onde enviou a sua mensagem. Como alternativa pode contactar-nos por email.

Prefiro enviar um email
ADVERTISEMENT