Dicas

Como Escolher uma Tinta da Forma + Correta

Escolher uma tinta, que seja a mais indicada, para um determinado trabalho que vai fazer, pode ser uma tarefa complicada, principalmente quando não se está familiarizado com os div...

Tintas de Agua

Como Escolher uma Tinta da Forma + Correta

Escolher uma tinta, que seja a mais indicada, para um determinado trabalho que vai fazer, pode ser uma tarefa complicada, principalmente quando não se está familiarizado com os diversos produtos que existem, para que servem e para que fins são indicados. Afinal de contas, uma tinta serve para pintar, mas nem todas são iguais, nem servem para o mesmo tipo de superfície.

Se é uma dessas pessoas, não desespere… Neste artigo vamos dar-lhe uma ajuda para ficar a saber como escolher a tinta mais correta para o trabalho que pretende fazer.

Antes de escolher o(s) produto(s) (tintas, primários, etc.) que vai necessitar, deve fazer uma avaliação o mais correto possível ao estado da superfície onde vai trabalhar.

Estado da superfície

  • Bom estado aparente;
  • Com partículas a soltarem-se;
  • Se é muito porosa;
  • Se tem humidade retida;
  • Se apresentam manchas secas;
  • Se tem ferrugem (metais)
  • Etc:

Se têm dúvida em relação ao estado de uma parede, especialmente no exterior, veja neste artigo como fazer o diagnóstico.

Após esta observação, conheça alguns dos factores mais importantes para escolher a tinta;

Factores Mais Importantes

  • A Finalidade: (preparação, acabamento ou ambos;
  • A Localização da Superfície: (interior ou exterior);
  • A Superfície: (paredes, fachada, telhado, mesa, gradeamento, piscina, etc.);
  • O Tipo do Suporte: (cimento, estuque, gesso, tijolo, madeira, metal, etc.);
  • O Ambiente: (seco, húmido ou muito húmido);
  • O Aspecto Desejado: (mate, acetinado, meio-brilho, brilhante, etc.).

Na posse destes dados, já pode começar a fazer uma selecção dos produtos que irá necessitar.

Em resumo, já fez a análise ao estado da superfície, e também a lista dos factores.

No passo seguinte, vamos indicar os vários tipos de tintas que existem;

Existem tintas para todas as finalidades e todo os tipos de problemas, veja a seguir as mais comuns:

Finalidades Mais Comuns

  • Para Fachadas;
  • Para Paredes;
  • Para Metais;
  • Para Madeiras;
  • Para Pavimentos;
  • Para Terraços e Coberturas;
  • Para muitas outras Superfícies: Telhas, Piscinas, Depósitos, Pontes, Viadutos, Decks, etc.

Para Paredes (mais indicadas)

  • De Base Vinílica – Indicada para interiores e exteriores (menor resistência no exterior);
  • De Base Acrílica – Indicada para exteriores e interiores (maior resistência no exterior);
  • De Base 100% Acrílica – Indicada para exteriores (grande resistência no exterior);
  • De Base Pliolite – Indicada para exteriores (grande resistência no exterior);
  • De Base Polissiloxano – Indicada para exteriores (Pintura de suportes com humidades retidas. Repintura de edifícios antigos com paredes em pedra rebocada.);

Para Metais e Madeiras (mais indicadas)

  • De Base Sintética;
  • De Base Acrílica;
  • De Base 100% Acrílica;
  • De Base Poliuretano (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);
  • De Base Epoxi (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);
  • De Base Uretanado;

Para Pavimentos Madeira (mais indicadas)

  • De Base Poliuretano (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

Para Pavimentos (mais indicadas)

  • De Base Epoxi (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

Para Outras Superfícies

Existem tintas especialmente desenvolvidas para outras superfícies, tais como: Telhas, Terraços, Piscinas, Depósitos, Pontes, Viadutos, Decks, Maquinaria, etc., se tiver dúvida na que deve comprar aconselhe-se junto de um profissional numa loja da especialidade.

Tintas de Base Aquosa e Base Solvente

Existem tintas de base aquosa e de base solvente, sendo que as de base aquosa são muito menos poluentes que as de base solvente e têm um cheiro muito menos intenso, por isso são mais indicadas para interiores.

  • De Base Aquosa (Diluente: Água);
  • De Base Solvente (Diluentes: Diluente Sintético, Diluente Epoxi, Diluente Poliuretano, etc., conforme o caso.

Recapitulando, já fez a análise ao estado da superfície, a lista dos factores para escolher a tinta mais indicada e ficou a conhecer os vários tipos de tintas que existem.

Na posse de todos estes dados, já estará com certeza, muito mais preparado para fazer a sua escolha. Não estará completamente “às escuras”, para dar o passo seguinte, que será adquirir as tintas que vai precisar ou contactar um empreiteiro para fazer o trabalho.

Repare que, cada caso é um caso, e por isso mesmo é impossível encontrar uma formula que nos diga exactamente, sem margem de erro, qual a tinta que poderá ser 100% correta para determinada situação, até mesmo profissionais com anos de experiência, algumas vezes, não optam pela melhor solução. Isto pode dever-se, por vezes, à complexidade do problema que se tem para resolver. No entanto existe uma linha orientadora, e é essa que vos queria deixar aqui, neste artigo.

Escolher uma Tinta da Forma Correta

Algumas Dicas Finais
  • Para o ajudar a escolher a opção correcta é importante perceber as diferenças entre tintas para interior e tintas para exterior, para que servem as tintas plásticas e esmaltes, a importância do uso de um primário e qual o acabamento mais indicado para o fim a que se destina a pintura. Pode encontrar aqui no nosso site alguns artigos sobre todos estes assuntos.
  • Felizmente para quem quer efectuar uma pintura de qualidade, existem no mercado muitas tintas onde se podem verificar uma óptima performance, mas atenção, também existem algumas tintas que são o contrário, normalmente e como é óbvio as de baixo preço.
  • Antes de comprar uma tinta pense muito bem no que deseja fazer, se é uma pintura interior ou exterior, se quer uma pintura duradoura ou não, analise o que quer pinta (superfície), e o estado desta, veja as opções existentes no mercado, consulte várias lojas e compare preços para tintas iguais ou semelhantes.
  • Pode perder algum tempo com este passo, mas uma escolha acertada vai fazer toda a diferença no final do trabalho e principalmente passados um, dois, cinco ou até dez anos.

Esperamos que de alguma forma o tenhamos conseguido ajudar a perceber um pouco melhor a forma de escolher a tinta mais correta para o trabalho que vai fazer. Se tiver alguma dúvida poderá contactar-nos através do nosso formulário de email, ou deixar um comentário mais abaixo.

Tem alguma dúvida?

Na nossa base do conhecimento poderá encontrar resposta para as questões mais frequentes.

Ver Base do Conhecimento

Mensagens: 8

  1. jose
    jose
    6 Julho, 2020 às 02:11

    Olá, as paredes da minha casa são como onduladas, como posso fazê-la não absorver tanta tinta e ser mais económica

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      6 Julho, 2020 às 19:04

      Boa tarde José

      Normalmente quando as paredes absorvem muita tinta aplica-se um primário regulador de absorção, este primário vai selar as paredes para que a tinta não se infiltre.
      No caso das paredes da sua casa não sei se é esse o problema ou sem tem um relevo muito grosso por onde a tinta entra.
      Agradecemos que nos indica com mais precisão a situação. Pode enviar-nos uma imagem para o nosso email.

      Tintas e Pintura

      Responder
  2. Margarida santos
    Margarida santos
    27 Setembro, 2016 às 16:33

    Boa tarde, tenho as paredes de casa (interiores) pintadas de amarelo.

    Para pintar de branco ou cinzento é necessário aplicar alguma cor primeiro?

    Obrigada

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      28 Setembro, 2016 às 19:16

      Boa tarde Margarida,

      Se o amarelo for muito vivo, aconselho que aplique um primário opacificante, tipo AQUA PRIMER da Cin, ou este FUNDOS OPACIFICANTES da Barbot.

      Este tipo de primário irá ajudar a tapar a cor antiga, permitindo que a pintura fique mais perfeita com menos demãos.

      Sempre ao dispor.

      Carlos Santana
      Tintas e Pintura

      Responder
    • Paula
      Paula
      9 Abril, 2020 às 11:30

      Bom dia
      Tenho uma parede pintada de vermelho que pretendo agora pintar de branco. Como devo proceder? Colocar primário? Obrigada

      Responder
      • Tintas e Pintura
        Tintas e Pintura • Autor •
        9 Abril, 2020 às 18:54

        Olá Paula,

        Uma vez que a parede está pintada de vermelho que é uma cor forte de difícil cobertura deve aplicar um primário opcacificante/isolante, que irá cobrir a cor e facilitar a nova pintura. Existem bons primários para esse fim, por exemplo veja aqui: https://tintasepintura.pt/produtos/aqua-primer/

        Disponha sempre.
        Tintas e Pintura

        Responder
  3. Sergio
    Sergio
    30 Março, 2016 às 02:10

    Site muito interessante e explicativo.

    Responder
  4. Empresa de Pintura
    Empresa de Pintura
    10 Março, 2016 às 00:06

    Quero dar os parabéns o site, sem duvida é de grande ajuda essas dicas e sempre precisamos usar na hora que estamos em obras, agradeço.

    Responder
Responder a Margarida santosCancelar

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

As minhas cores favoritas