Paredes e Tetos

Reparar Fissuras nas Paredes e Tetos

Não se deve confundir fissuras com rachas estruturais, as fissuras são estreitas e sem continuidade, as rachas são maiores e mais graves.

Como reparar fissuras

Reparar Fissuras nas Paredes e Tetos

Não se deve confundir fissuras com rachas estruturais do edifício. As fissuras são estreitas e sem continuidade, as rachas são maiores e mais graves. A rachas podem ser causadas por problemas estruturais do edifício e devem por isso causar preocupação.

fissuracao-pontuais-generalizada

Fissuras

Fissuras são aberturas ligeiras, normalmente menores de 0,5mm, acima desta medida já se pode considerar rachas. Neste caso a sua reparação deverá ser feita de forma um pouco diferente.

As causas mais comuns para o aparecimento das fissuras nas paredes são:

  • Problemas com infiltrações de água;
  • Retracção dos materiais, sobretudo as argamassas;
  • Vibrações na estrutura, que podem ocorrer pelo excesso de trânsito na rua;
  • Movimento da estrutura, por exemplo um pequeno tremor de terra;
  • Problema na construção.

reparar fissuras nas paredes

Reparar as Fissuras em Paredes ou Tectos no Interior
1 Com uma espátula desgastar as duas partes da fissura, tirar as partes soltas ou a soltarem-se e limpar as fissuras com um pincel;
2 Humedecer com uma esponja a fissura, onde se vai aplicar a massa;
3 Aplicar a massa de reparação, com espátula, em camadas finas de 1 a 2 mm, evitando a formação de bolhas de ar;
4 Deixar secar entre camadas, repetir caso seja necessário;
5 Lixar com lixa fina, e limpar o pó suavemente com um pano apenas húmido, deixar secar;
6 Aplicar uma demão de primário adequado à parede, caso seja necessário;
7 Finalmente aplicar a tinta de acabamento, normalmente 2 a 3 demãos;

reparar fissuras nas paredes

  • DICAS E SUGESTÕES
  • No caso de fendas profundas (> 3mm): alargar as fendas e reparar ou encher as fendas com massa tipo capa grossa.
  • Existem massas indicadas para o interior, outras para o exterior, e ainda algumas que podem ser utilizadas em ambos os locais. Tenha sempre atenção a este pormenor.

Tem alguma dúvida?

Na nossa base do conhecimento poderá encontrar resposta para as questões mais frequentes.

Ver Base do Conhecimento

Mensagens: 9

  1. Maria José
    Maria José
    2 Novembro, 2021 às 22:15

    Tenho uma moradia cujas paredes exteriores tem rachaduras grandes devido à idade, a movimentos de terras e até à má qualidade da pintura que foi feita quando a comprei. A minha dúvida é se deve ser feito primeiro a reparação das rachaduras, esperar que elas sequem e depois fazer a limpeza com máquina de alta pressão. Utilizar a lavadora de alta pressão com as rachaduras abertas não irá produzir mais infiltrações?

    Grata pela atencão. MJM

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      5 Novembro, 2021 às 15:48

      Olá Maria José

      Sim, se as rachas são muito grandes faça como diz. Após isso, aplique um primário aglutinador de superfícies e depois uma tinta que seja elástica, por exemplo membrana elástica, uma vez que esta tinta é especialmente concebida para esse efeito.

      Disponha sempre
      Carlos Santana

      Responder
  2. Maicon Roberto
    Maicon Roberto
    12 Junho, 2020 às 03:52

    Estou com uma rachadura encima da cinta na junção do concreto da cinta com o tijolo e nessa rachadura fina está úmido creio que é a água da chuva que causou..mas é bem fina e acompanha a cinta o que faço

    Responder
  3. Ricardo Gomes
    Ricardo Gomes
    9 Junho, 2019 às 09:25

    Tenho rachas em paredes internas que depois de reparar, voltaram a aparecem. Podem dar alguma dica para resolver esta situação.

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      11 Junho, 2019 às 01:28

      Olá Ricardo,

      As rachas podem ser estruturais, por isso tenha especial atenção ao problema. Aconselho que contacte um profissional que se desloque ao local e faça uma análise pormenorizada.

      Melhores cumprimentos.

      Carlos Santana

      Responder
  4. Vera Ribeiro
    Vera Ribeiro
    2 Março, 2018 às 14:34

    Boa tarde, tenho os quartos cheios de bolor, vou ter de pintar. disseram-me que tenho de lixar as paredes todas e então depois é que posso pintar.
    Como devo fazer?

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      5 Março, 2018 às 19:09

      Olá Vera,

      O bolor desenvolve-se devido à presença de elevados teores de humidade nas paredes, por isso aparecem com maior frequência nas casas de banho, cozinhas, ou outras divisões da casa muito húmidas.

      Para eliminar os fungos que estão na origem do bolor deve proceder do seguinte modo:
      Em primeiro lugar identificar qual o problema que está a causar o aparecimento dos fungos, e tratá-lo na sua origem, se for o caso, por exemplo infiltrações do exterior, falta de ventilação nos quartos, etc.
      Para eliminar os fungos deve utilizar uma solução de água e lixívia e lavar toda a área. A lavagem e desinfecção não devem limitar-se apenas à zona infectada, mas sim a toda a superfície. Também existem produtos próprios para este fim.
      Aplique um produto anti-fungos e algas em toda a superfície e deixar actuar pelo menos durante 24 horas.
      Após este período escove toda a área.
      Aplique uma demão de Aplicar um primário anti-manchas.
      Pinte toda a área com uma tinta de qualidade (acrílica), e que seja lavável. Pode escolher entre uma tinta plástica ou um esmalte aquoso, acetinada ou brilhante, sendo que os esmaltes aquosos são mais resistente a lavagens frequentes.
      Para ficar a saber um pouco mais sobre este problema, leia o nosso guia completo “como combater a humidade” aqui; https://tintasepintura.pt/guia-completo-de-como-combater-eliminar-e-prevenir-a-humidade/

      Melhores cumprimentos e disponha sempre.

      Carlos Santana
      Tintas e Pintura

      Responder
  5. Tintas e Pintura
    Tintas e Pintura • Autor •
    1 Novembro, 2017 às 21:43

    Resposta a Carlos Pena;

    Acabar de uma vez por todas com o salitre não é tarefa fácil, não basta aplicar uma argamassa ou um primário e tinta própria, isto resolve o problema por algum tempo, mas mais cedo ou mais tarde vai voltar a aparecer nas paredes.

    O problema é muito mais profundo e para acabar de vez, terá antes de mais nada descobrir a origem desse problema e atacar na raiz do problema.

    Leia o nosso artigo sobre salitre e tire as suas conclusões. No seguinte link; http://tintasepintura.blogspot.pt/2011/02/salitre-causas-e-tratamento.html

    Sempre ao dispor.
    Ajudar é um prazer!

    Responder
  6. Luísa Saramago
    Luísa Saramago
    25 Outubro, 2017 às 14:29

    Muito obrigado pelas dicas, muito úteis.

    Responder
Deixe a Sua Mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

As minhas cores favoritas