Dicas

Diferença entre Verniz e Lasur

Só existe um ponto em comum entre os vernizes e os lasures, ambos servem para dar acabamento às madeiras. Neste artigo vamos então descobrir as diferenças que existem entre estes d...

Diferença entre Verniz e Lasur

Só existe um ponto em comum entre os vernizes e os lasures, ambos servem para dar acabamento às madeiras. Neste artigo vamos então descobrir as diferenças que existem entre estes dois tipos de produtos e para que são mais indicados.

Apesar destes dois tipos de produtos terem a mesma finalidade, têm conceitos bastante diferentes.

Vernizes

Os Vernizes, são revestimentos decorativos que dão proteção à madeira, tornando o suporte resistente à água, e que conferem às madeiras um acabamento que deixa à vista a sua textura. Assim, pode-se executar um acabamento do tipo poro fechado ou do tipo poro aberto. Para se conseguir um acabamento do tipo poro fechado, deve-se utilizar um outro produto antes da aplicação do verniz, é este o tapa-poros.

Lasures

Os Lasures são produtos impregnantes da madeira e que lhe dão proteção, tornando as madeiras mais resistentes à água e aos fungos, e apresenta acabamento de “poro aberto”, formam um filme muito fino e flexível que acompanha as contrações e dilatações naturais da madeira.

Principais Diferenças


A imagem acima mostra como a película de verniz tapa os microporos e altera a textura natural da madeira, enquanto a velatura acompanha o relevo da superfície da madeira, mantendo a textura original.

As principais diferenças entre vernizes e lasures, são a sua durabilidade (maior no verniz), e a facilidade de aplicação e manutenção (maior no lasur).

Embora os vernizes tenham uma maior durabilidade e resistência, as velaturas conferem à madeira um aspeto mais natural, e tanto a sua aplicação como manutenção são mais fáceis, pelo que qualquer pessoa, com um pouco de jeito, pode proceder à sua renovação.

DIFERENÇAS ESTRE VERNIZES E LASURES
Tipo Durabilidade Resistência Aspeto Final Facilidade Aplicação Facilidade Manutenção
Vernizes Maior Maior Mais Artificial Menor Menor
Lasures Menor Menor Mais Natural Maior Maior

Características dos Lasures

  • Preserva as madeiras;
  • Alto rendimento;
  • Produto pronto a ser utilizado;
  • Não forma película rígida;
  • Não trinca nem descasca;
  • Funciona como hidrorepelente;
  • Possui filtro solar com proteção UV;
  • Tem uma maior durabilidade;
  • Produto de fácil aplicação e manutenção;
  • Existe numa ampla variedade de cores.

Aquosos e Soventes

Tanto na gama de vernizes como na gama de lasures existem produtos de base aquosa e de base solvente.
Veja na tabela abaixo as vantagens e desvantagens de cada um deles.

Principais Diferenças Entre Produtos Aquosos e Solventes
Aquosos Solventes
Menor capacidade de penetrar na madeira. Maior capacidade de penetrar na madeira.
Menos indicado para madeiras densas, pouco porosas ou de poro fechado (Ipê, Kumaru, Ébano, Rosewood, Ash). Mais indicado para madeiras densas, pouco porosas ou de poro fechado (Ipê, Kumaru, Ébano, Rosewood, Ash).
Mais indicado para madeiras resinosas (Pinho Bravo, Pinho Manso, Riga Nova, Laricio, Pitch Pine, Pinho D`Oregon), uma vez que são menos sensíveis a estas. Menos indicado para madeiras resinosas (Pinho Bravo, Pinho Manso, Riga Nova, Laricio, Pitch Pine, Pinho D`Oregon), uma vez que são mais sensíveis a estas.
Amigos do ambiente. Menos amigos do ambiente.
Cheiro menos intenso. Cheiro mais intenso.
As madeiras exóticas não atrasam a secagem dos produtos aquosos. As madeiras exóticas podem atrasar a secagem dos produtos de base solvente.
  • DICAS E SUGESTÕES
  • Ipê, Kumaru, Ébano, Rosewood, Ash, etc. – madeiras densas de poro fechado – recomenda-se a aplicação de produtos de base solvente;
  • Tacula, Câmbala Escura, Ipê e Teca – madeiras densas, de poro fechado e com compostos oleosos – só deverá ser aplicado o Óleo de Teca que, dada a sua natureza gordurosa, recomenda-se essencialmente para exterior;
  • Pinho Bravo e Manso, Riga Nova, Laricio, Pitch Pine e Pinho D’oregon – madeiras resinosas – recomenda-se a aplicação de produtos de base aquosa;
  • No exterior, recomenda-se a utilização de lasures coloridos (tons de madeira e tons decorativos). No exterior não pode ser utilizado lasur incolor, porque este não consegue proteger a madeira dos raios UV e a madeira acaba por oxidar e ficar escura;
  • Para as madeiras no exterior, como a Nogueira, Mutene, Afizélia – madeiras que sofrem descoloração natural provocada pela luz solar – recomenda-se a utilização de vernizes coloridos;

Cores Disponíveis

As cores e tons disponíveis no mercado, variam de marca para marca, embora existam ainda assim algumas cores idênticas.

Como exemplo, mostramos na imagem abaixo as cores que a marca CIN comercializa através da sua gama de produtos Woodtec.

cores dos produtos Woodtec da CIN

Tem alguma dúvida?

Na nossa base do conhecimento poderá encontrar resposta para as questões mais frequentes.

Ver Base do Conhecimento

Mensagens: 5

  1. luismmsantos@gmail.com
    luismmsantos@gmail.com
    9 Setembro, 2020 às 12:52

    Boa tarde. Possuo um candeeiro com pé alto de madeira em tom de cerejeira laçado. Que produto sugeria para lhe alterar a cor para Nogueira.
    Obrigado

    Responder
  2. Sebastiao FS
    Sebastiao FS
    20 Julho, 2020 às 21:53

    Bom dia/tarde/noite

    Gostaria de ter opiniões sobre tratamento de portas, portadas e janelas exteriores em madeira.

    Num caso, a pintura ou verniz actual está a estalar/escamar de modo muito irregular e, especialmente, várias partes estão queimadas do sol. Obviamente, as partes mais expostas ao sol ou à chuva estão em pior estado. Penso tratar-se de alguma madeira exótica e parece densa, e não é tratada há muitos anos.

    Qual o produto a aplicar? Verniz? Velatura? Ou apenas óleo? Pode-se combinar verniz ou velatura com óleo mais tarde?

    Assim, como devo proceder em termos de lixamento/decapação e pintura/envernizamento? Especificamente, quanto ao lixamento: que tipo de lixa usar e até que ponto (de ‘acabamento’) se deve levar esse lixamento, nomeadamente, uma uniformidade de cada peça? Ou é isto dispensável e pode se aplicar directamente o verniz ou a velatura?

    Noutro caso, trata-se de uma porta que penso ser de pinho, virada a norte e de frente para o mar, de onde recebe muita humidade. A porta apresenta algumas manchas, no sentido da cor actual já não ser homogénea, mas não muitas manchas nem muito marcadas.
    Qual o produto a aplicar neste caso? Verniz? Velatura? Ou apenas óleo? Pode-se combinar verniz ou velatura com óleo mais tarde? Agradecia também informação sobre como devo proceder em termos de tratamento antes de pintura / envernizamento. Ou pode se aplicar directamente o verniz ou a velatura? Não sei que produto está aplicado.

    Finalmente, no caso de umas portadas de pinho, que produto aplicar? Verniz? Velatura? Ou apenas óleo? As portadas não estão escamadas, não têm manchas, nem grande perda de cor, mas algumas estão viradas a sul e junto ao mar. Penso que ao longo do tempo terão levado verniz, velatura e mesmo óleo. Algumas ultimamente receberam velatura mas em parte parece ter formado uma película tipo plástico, o que não me agradou. Como proceder ao tratamento da madeira antes da pintura ou envernizamento?

    Agradecia também alguma sugestão de produto que, simultaneamente, possa ser aplicar nos segundo e terceiro caso acima pois tratam-se de pequenas áreas.

    Obrigado
    SFS

    Responder
  3. Luísa Maria Andrade
    Luísa Maria Andrade
    11 Fevereiro, 2020 às 12:18

    Ótimo, obrigada pela boa informação.

    Responder
Deixe a Sua Mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

As minhas cores favoritas