Tintas

A Tinta e o Seu Processo Fabrico

Tecnicamente falando, a tinta é a dispersão de um ou mais pigmentos num veículo (resina). Percebeu o que acabou de ler? Não! Não se preocupe, neste artigo vou tentar explicar de um...

Tinta de Forma Explicada

A Tinta e o Seu Processo Fabrico

Tecnicamente falando, a tinta é a dispersão de um ou mais pigmentos num veículo (resina). Percebeu o que acabou de ler? Não! Não se preocupe, neste artigo vou tentar explicar de uma forma simples o que é então uma tinta.

Para começar nesta explicação é importante reter que a tinta tem duas funções, a primeira é proteger as superfícies contra os agentes agressores, tais como o sol, chuva, vento, entre outros e a segunda função, também em si importante, consiste em dar embelezamento às superfícies.

Componentes Básicos da Tinta

1Veículos:

Os veículos são constituídos por diferentes tipos de resina, estas pode ser naturais, sintéticas, emulsões, etc., que produzem tintas com propriedades físicas e químicas diversas.

Estas resinas formam a película protetora na qual se converte a tinta depois de seca, sendo os responsáveis pelo tempo de secagem, aderência, retenção de cor e brilho, resistência, etc.

2Pigmentos:

Os pigmento são partículas sólidas (pó), insolúveis no veículo. Estes podem ser divididos em 2 grupos:

Ativos: Conferem cor, tingimento e poder de cobertura. Podem ser orgânicos ou inorgânicos de origem natural, sintética ou metálica.

Inertes: Promovem outras propriedades, tais como maior consistência, melhor lixabilidade, dureza, etc. São compostos inorgânicos de origem natural ou sintética.

3Solventes:

Os solventes são utilizados nas tintas para reduzir a viscosidade ou consistência com o objetivo de se obter maior facilidade de aplicação. Entre os solventes mais comuns estão a água, aguarrás, álcool, xilol e a acetona.

4Aditivos:

Os aditivos são substâncias que adicionadas nas quantidades certas, proporcionam às tintas certas características/funções, por exemplo: bactericida, etc.

tinta

Tintas de Qualidade

De modo geral para se poder considerar uma tinta de boa qualidade, esta deve apresentar uma boa performance nos seguintes itens;

1Estabilidade:

Apresentar uma grande estabilidade durante o armazenamento, ou seja; ao abrir uma lata de tinta pela primeira vez, esta não deve apresentar excesso de sedimentação, coagulação, separação, formação de nata, que não se possa homogeneizar duma forma fácil, como uma simples agitação manual.

2Facilidade de Aplicação:

A tinta deve espalhar-se com bastante facilidade. As marcas do pincel ou do rolo devem desaparecer pouco segundos após a aplicação, deixando uma película uniforme.

3Rendimento e Cobertura:

A tinta deve cobrir completamente uma superfície com o menor número de demãos. O rendimento refere-se ao volume de tinta necessária para pintar uma determinada área (m2/litro). Terá maior rendimento a tinta que cobrir a maior área por litro, com o menor número de demãos.

4Durabilidade e Resistência:

A durabilidade e a resistência da tinta mede-se pelo tempo que esta resiste sobre a ação do sol da chuva, agentes químicos e/ou poluentes, ou seja; dos agentes agressivos quando em contacto com esta.

Refere-se ao tempo que uma tinta resiste sobra a ação do sol da chuva e agentes químicos.

fábrica tintas

Matérias Primas

Na indústria das tintas utiliza-se uma panóplia enorme de matérias primas, estas podem ser incluídas em cinco grandes grupos:

  1. As cargas;
  2. As Resinas;
  3. Os Solventes (orgânicos e inorgânicos);
  4. Os Pigmentos;
  5. Os Aditivos;

Os pigmentos e solventes são basicamente importadas, ao passo que as cargas (areias, carbonatos de cálcio), e algumas resinas e emulsões, são maioritariamente de origem nacional.

tinta-fabricar

Processo de Fabrico

O processo de fabrico das tintas de base solvente e de base aquosa é idêntico, apenas diferindo no facto de nas tintas de emulsão a mistura e a dispersão podem ser feitas em simultâneo enquanto que nas tintas de base solvente correspondem sempre a duas operações independentes. Assim, os seis passos básicos que envolvem a produção de tintas e vernizes são:

  1. Pesagem e doseamento das matérias-primas de acordo com a composição a produzir. Esta operação pode ser feita manual ou automaticamente;
  2. Mistura das resinas, diluentes, aditivos e, posteriormente, pigmentos. Neste processo os vários constituintes transformam-se numa pasta;
  3. Dispersão é o processo de separação dos aglomerados de partículas de pigmentos e de cargas, formados durante a mistura das partículas com o veículo (solvente orgânico ou água), em partículas primárias. Embora alguns pigmentos e cargas se dispersem facilmente em agitadores de alta velocidade, outros há que requerem a incorporação de aditivos.
  4. Diluição e afinação da cor;
  5. Filtração. Normalmente no produto existem partículas gelatinosas (peles) ou outras partículas indesejadas que são removidas através de crivagem ou centrifugação;
  6. Enchimento, rotulagem, armazenagem e expedição.
  • Processo Tradicional de Fabrico de Tintas

Equipamentos para Fabrico de Tintas

Equipamentos para Fabrico de Tintas

A produção de tintas é efetuada através de um processo de mistura de matérias-primas. A mistura é feita em tanques agitadores e misturadores.

O Misturador é uma máquina rotativa destinada a promover a mistura de produtos em fase líquida. Basicamente, é composta por um eixo com um elemento de mistura de duplo helicóide ou pás.

A mistura uniforme das matérias-primas, através dos tanques agitadores, influencia diretamente a qualidade do produto final. Os sistemas de mistura de média e alta viscosidade, como são conhecidos os processos dos tanques, caracterizam-se pela alta capacidade de rendimento e por uma enorme variedade de fórmulas de produtos que podem ser fabricados.

Ainda tem alguma dúvida?

Depois de ler o nosso artigo, se ainda ficou com alguma dúvida, consulte a nossa “Base do Conhecimento”. Nessa página encontrará resposta para as questões mais frequentes.

Base do Conhecimento

5 comentários

  1. Cristiane
    Cristiane
    25 Março, 2019 at 13:17

    como é feito o processo da fabricação, continuo ou batelada?

    Reply
  2. armando
    armando
    2 Dezembro, 2018 at 11:55

    boa ideia me podem enviar sempre nova documentação ao meu email. abaixo

    Reply
  3. Tatiane
    Tatiane
    24 Agosto, 2018 at 15:24

    Qual é, geralmente, o tempo de duração desse processo?

    Reply
  4. Vitor Dalla
    Vitor Dalla
    21 Junho, 2018 at 18:39

    Alguem sabe me dizer quais riscos ambientais esses processos podem trazer?

    Reply
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Post Author •
      21 Junho, 2018 at 23:54

      Olá Vitor;

      Os riscos ambientais têm a ver com a emissão dos chamados COVs (Compostos Orgânicos Voláteis), leia o nosso artigo sobre este assunto, aqui.

      Melhores cumprimentos e disponha sempre.

      Carlos Santana
      Tintas e Pintura

      Reply
Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

Cores Favoritas

As minhas cores favoritas

      Ainda não adicionou nenhuma cor à sua lista de favoritos!