Dicas > Fachadas

Pintar Superfícies no Exterior

As superfícies no exterior estão sujeitas a um maior desgaste devido às condições ambientais, por essa razão é muito importante que as fachadas de uma casa se mantenham em bom esta...

Pintar Superfícies no Exterior

As superfícies no exterior estão sujeitas a um maior desgaste devido às condições ambientais, por essa razão é muito importante que as fachadas de uma casa se mantenham em bom estado de conservação, tanto para evitar problemas no interior da casa como para manter as paredes de boa saúde.

Não são apenas as paredes no exterior que devem ser pintadas com regularidade para manterem inteiras as suas propriedades, mas também os metais, as madeiras.

Quando os meses que oferecem melhor condições para se pintar no exterior – primavera e verão – chegam, é a altura mais indicada para se fazer esse trabalho.

Pintar – Exteriores

Neste artigo aconselhamos o que será mais indicado para a maioria dos casos, poderão, no entanto, existirem outras opções para situações especiais ou mais difíceis. Se tiver em mãos uma destas situações deverá aconselhar-se junto de um profissional qualificado.

Não se esqueça que a pintura deverá ser sempre alvo de uma boa avaliação, pois não é um trabalho que se deseje fazer todos os anos. Uma má avaliação e/ou um esquema de pintura errado poderá ter um resultado tão desastroso como a aplicação de uma tinta de fraca qualidade, por isso, efetue sempre uma avaliação muito bem feita – (saber mais sobre este assunto aqui) -, caso não se sinta preparado para essa tarefa, solicite a opinião de profissionais, só assim poderá decidir pela solução que seja a mais indicada para a sua habitação.

pintar exteriores

Nas fachadas novas ou em reabilitação, quando se pretende revestir com pintura, é essencial prevenir a entrada de água que ocorre através de infiltrações em zonas fissuradas, nem sempre visíveis (microfissuras). De modo a prevenir o aparecimento de fissuras nas fachadas novas, ou a reparar fachadas já fissuradas (com fissuras pontuais ou generalizadas), é importante escolher o sistema de impermeabilização mais adequado. O sistema deve ter e manter as características de elasticidade e impermeabilidade ao longo dos anos e ser resistente às mais adversas condições ambientais.

fissuracao-pontuais-generalizada

A fachada de uma casa deve estar sempre em bom estado de conservação para assim poder proteger de uma forma eficaz a habitação. Um revestimento danificado deixa de desempenhar a função de barreira aos agentes ambientais, podendo comprometer a qualidade do interior da habitação.

TINTA PARA FACHADA CONFORME SITUAÇÃO
Estado da Fachada Tipo de Tinta Características
Em bom estado sem grandes deteriorações Acrílica Dura entre 1 e 10 anos de acordo com a qualidade da tinta.
Afectada ou exposta a condições meteorológicas difíceis 100% Acrílica Pode durar até 15 anos. Alta durabilidade.
Paredes com fissuras Elástica – Flexível Dura até 10 anos. Cobre fissuras até 0.3mm.
Paredes com humidades retidas Polissiloxano Pintura de suportes com humidades retidas. Repintura de edifícios antigos em pedra rebocada onde possa existir humidade no interior.
  • DICAS E SUGESTÕES
  • É muito importante que as fachadas de uma habitação se mantenham em bom estado de conservação.
  • As fachadas devem ser reabilitadas sempre que comecem a apresentar algum tipo de degradação.
  • Uma mais rápida ou mais lenta degradação depende de vários fatores, como a zona onde se encontra a casa e dos matérias que foram utilizados.
  • Zonas muito agrestes provocam um deterioração muito mais rápida dos materiais. É portante muito importante que os materiais sejam de grande qualidade.
  • A qualidade da tinta aplicada tem uma relação direta com o tempo que demora as superfícies a atingirem o estado de degradação.
  • A pintura de uma fachada deve ser realizada com bom tempo, se existir perspetivas de chuva não dê início à obra. Aconselhamos assim que este trabalho apenas seja realizado, dependendo um pouco da zona do país (sul/norte), em regra geral entre os meses de Maio e Setembro.
  • Não se aconselha a aplicar a tinta sobre suportes muito quentes por exposição ao sol, uma vez que devido à tinta secar muito rapidamente corre-se o risco de se formarem fissuras.
  • Também não se aconselha a aplicar a tinta quando a temperatura ambiente seja inferior a 5ºC, e quando a humidade relativa seja superior a 80%.
  • Utilize sempre tintas de grande qualidade, especialmente em exteriores. Esta é uma regra de ouro.
  • Tintas baratas, expostas a condições exteriores, sol, chuva, etc., estragar-se-ão muito rapidamente e colocar as paredes da habitação desprotegidas.

fachadas

Esquemas de Pintura Exterior

Deixamos-lhes neste artigo alguns esquemas de pintura, que são os mais utilizados para a maioria dos casos. No entanto, estes devem apenas servir como orientação, cada caso é um caso, cada problema é um problema, portanto, é muito importante que a situação seja devidamente analisada e avaliada por um profissional, apenas assim será possível prescrever o esquema mais indicado e a melhor solução para a pintura em questão.

Esquemas de Pintura Exterior – Paredes
Superfícies Primário Tinta Acabamento
Reboco Estado Normal Primário Anti-alcalino Plástica Lisa Acrílica ou Plástica Lisa 100% Acrílica Liso
Reboco Estado Normal Primário Anti-alcalino Plástica Texturada Acrílica ou Plástica Texturada 100% Acrílica Texturado
Reboco Fissurado Primário Anti-alcalino Membrana Elástica Lisa Liso Impermeável
Reboco Fissurado Primário Anti-alcalino Membrana Elástica Texturada Texturado Impermeável
Reboco em Desagregação ou Muito Absorvente Selante ou Fixador Anti-alcalino Plástica Lisa Acrílica ou Plástica Lisa 100% Acrílica Liso
Reboco em Desagregação ou Muito Absorvente Selante ou Fixador Anti-alcalino Plástica Texturada Acrílica Texturado
Reboco Fissurado em Desagregação ou Muito Absorvente Selante ou Fixador Anti-alcalino Membrana Elástica Lisa Liso Impermeável
Reboco Fissurado em Desagregação ou Muito Absorvente Selante ou Fixador Anti-alcalino Membrana Elástica Texturada Texturado Impermeável
Paredes com Humidades Retidas Polissiloxano Aspecto Mineral Liso
Esquemas de Pintura Exterior – Madeiras
Superfícies Primário Tinta Acabamento
Madeira Subcapa Esmalte Sintético ou Aquoso Liso Brilhante, Meio-brilho ou Mate
Esquemas de Pintura Exterior – Metais
Superfícies Primário Tinta Acabamento
Ferro Primário Zarcão ou Óxido Ferro Esmalte Sintético ou Aquoso Liso Brilhante, Meio-brilho ou Mate
Ferro Sem Primário Esmalte Especial de Aplicação Directa Liso Brilhante, Meio-brilho ou Mate
Galvanizado Primário Aderência Esmalte Sintético ou Aquoso Liso Brilhante, Meio-brilho ou Mate
Galvanizado Sem Primário Esmalte Especial de Aplicação Directa Liso Brilhante, Meio-brilho ou Mate
Esquemas de Pintura Exterior – Outras
Superfícies Primário Tinta Acabamento
Reboco à Vista, Pedra, Tijoleira Hidrorepelente Incolor sem alterar o aspecto do suporte
Betão, Pedra, Cantaria, Tijolo Verniz Aquoso para Betão Liso, Acetinado
Telhas Primário Adequado Tinta Telhado Acrílica Liso, Mate
IMPORTANTE

Antes de começar a pintar é muito importante que leia a Ficha Técnica do produto que vai utilizar. Desta forma poderá evitar problemas, procedendo da forma indicada e respeitando as informações dadas pelo fabricante.

Ainda tem alguma dúvida?

Depois de ler o nosso artigo, se ainda ficou com alguma dúvida, consulte a nossa “Base do Conhecimento”. Nessa página encontrará resposta para as questões mais frequentes.

Base do Conhecimento

9 comentários

  1. Fátima Gomes
    Fátima Gomes
    30 Julho, 2021 at 10:30

    Bom dia precisava de um esclarecimento as paredes exteriores de minha casa não são lisas mas sim em carapinha e a pessoa que vai pintar disse me que vai arear a parede para colocar tinta membrana e onde compro a tinta diz me que não areie a parede e colocar membrana diretamente na parede com carapinha porque se arear a parede a tinta membrana vai formar bolhas gostaria de saber se é melhor pintar com tinta membrana diretamente na parede com carapinha ou arear a parede primeiro e depois pintar com tinta membrana obrigada

    Reply
  2. Rodolfo
    Rodolfo
    11 Abril, 2021 at 11:31

    Bom dia, quero pintar os meus muros que foram agora rebocados tem cerca de 75ml.
    Queria saber o que usar e que quantidades?
    Intenção da cor é creme igual a cor da casa.

    Reply
  3. alfredo martinho
    alfredo martinho
    12 Agosto, 2020 at 15:20

    boa tarde
    quero pintar a fachada da minha casa mas sendo o reboco a base de cal e em alguns locais a tinta e o reboco estar a soltar que primário e tinta devo usar

    Reply
  4. carlos costa
    carlos costa
    13 Junho, 2019 at 22:18

    posso aplicar por cima da menbrana outro tipo de tinta

    Reply
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Post Author •
      14 Junho, 2019 at 01:18

      Boa tarde Carlos,

      Existem opiniões que vão nos dois sentidos. Se a membrana antiga já tiver muitos anos (mais de 8 anos) há profissionais que dizem que se pode aplicar outro tipo de tinta (acrílica) por cima da membrana, se tiver menos tempo, nem pensar. O que pode acontecer de mal neste caso, se a membrana antiga dilate ou contraia, como se sabe esta é uma tinta elástica e portanto tem essa característica, é a tinta nova vir a partir.
      A minha opinião é de não arriscar, por cima de membrana, apenas membrana, assim, não se correm riscos desnecessários.

      Carlos Santana

      Reply
  5. Dércio Pedro da Costa Guila
    Dércio Pedro da Costa Guila
    19 Outubro, 2017 at 17:00

    Gostei

    Reply
  6. Luis Barros
    Luis Barros
    1 Setembro, 2016 at 10:42

    Bom dia,
    o que será mais aconselhável para pintar um chão de uma cozinha em tijoleira?

    obrigado,
    Luis Barros

    Reply
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Post Author •
      2 Setembro, 2016 at 21:32

      Olá Luís,

      Não sei se já leu o nosso artigo sobre este assunto, se não o fez aproveite para o ler agora e ficar a saber um pouco mais; https://tintasepintura.pt/pavimentos/.

      Existem tintas para pintar pavimentos, no entanto não aconselho muito este tipo de solução, uma vez que este trabalho não é duradouro, principalmente em zonas de muito movimento a tinta tem tendência a descascar. Além disso o material cerâmico e o das juntas não sendo iguais, vão-se comportar de forma diferente, e a tinta acaba por não aguentar muito tempo. Penso que a melhor solução será aplicar um novo piso cerâmico por cima do antigo, este trabalho é relativamente simples, não faz grande entulho, pó e lixo, e fica para sempre.

      Se mesmo assim, pretende pintar o chão pode usar os seguintes produtos:

      Pavimento em cerâmica;
      Para garantir uma melhor aderência é aconselhável fazer uma preparação mecânica do suporte com multiusos de discos de diamante de forma a remover a cerâmica vidrada. A superfície deve estar limpa, seca e livre de qualquer contaminação antes da aplicação do sistema de pintura. Pintar com uma tinta de base Epóxi de 2 componentes, tipo este: C-FLOOR® E240 WB ou semelhante.

      Se quiser envernizar, pode utilizar um produto tipo este: Verniz Sikalastic 490T, com ou sem primário dependendo se a tijoleira é ou não vidrada.

      Se pretende uma chão liso, deve aplicar uma argamassa e depois pintar com uma tinta de base Epóxi de 2 componentes, tipo este: C-FLOOR® E240 WB (como acima indicado).

      Sempre ao dispor,

      Carlos Santana
      Tintas e Pintura

      Reply
Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

Cores Favoritas

As minhas cores favoritas

      Ainda não adicionou nenhuma cor à sua lista de favoritos!