Tintas

Tintas à Base de Solvente

O termo à base de solvente ou sintético é frequentemente utilizado para se referir tanto a tintas modificadas à base de óleo como à base de alquídicos. Revestimentos à base de óleo...

Tintas de Base de Solvente

Tintas à Base de Solvente

O termo à base de solvente ou sintético é frequentemente utilizado para se referir tanto a tintas modificadas à base de óleo como à base de alquídicos.

Revestimentos à base de óleo são constituídos por um vegetal que, quando expostos ao ar, secam ou oxidam e formam ligações cruzadas, e desta forma desenvolvem as propriedades desejadas.

Os Óleos de secagem, normalmente utilizados nas tintas e revestimentos incluem, óleo de semente de linho (espremido a partir da semente do linho e refinado), óleo de tungue ou madeira da China (extraído do fruto da árvore da madeira da china), e óleo de soja (extraído dos grãos de soja).

Hoje em dia, poucas são as tintas que são feitas de óleo puro, ao contrário, são à base de óleos modificados chamados de alquídicos as mais comuns. Os alquídicos secam mais e melhor do que os óleos puros.

Alguns revestimentos, especialmente as bases para exteriores, são feitos de combinações de óleos e alquídicos para oferecer a flexibilidade adequada.

Tinta Base Solvente

Quando a tinta é aplicada numa superfície, a formação do filme nas tintas à base de solventes processa-se em de duas etapas:

1º. O líquido evapora e deixa o ligante e o pigmento à superfície;

2º. O ligante seca e/ou oxida ao reagir com o oxigénio do ar.

As características de dureza das tintas à base de solvente surgem durante a secagem ou oxidação.

O processo de oxidação, pode fazer com que esse tipo de pintura endureça até o ponto de rachar ou lascar.

O calor e a luz do sol também acelera o processo de amarelecimento. Por exemplo, se há um aquecedor do tipo radiador numa parede pintada da mesma cor que a parede, com o tempo, a cor de ambos vai ficando cada vez mais diferente, a cor do radiador amarelece muito mais rápido do que a cor da parede.
Este amarelecimento é bem evidente em áreas protegidas da luz do sol, a área da parede atrás de um quadro, ao fim de algum tempo, está muito diferentes da restante parede.

COV`S

As tintas de base solvente têm um grande inconveniente pois contêm COVs – Compostos Orgânicos Voláteis, substâncias derivadas de petróleo (hidrocarbonetos aromáticos), agressivas à saúde dos seres vivos e à camada de ozono que protege o planeta dos efeitos nocivos dos raios ultravioleta.

Os COVs encontram-se na maior parte das tintas, solventes industriais, espumas em geral, colas de contacto (“cola de sapateiro”) e até mesmo nos esmaltes para unhas.

Os COVs nos ambientes fechados, podem demorar até 100 vezes mais a degradar-se e desaparecerem do que nos locais abertos.

O seu contacto directamente com a pele também é perigoso, pois pode haver absorção cutânea.

A maior parte das tintas sintéticas incluem COVs na sua formulação, mas a sua redução tem vindo a ser objecto de medidas restritivas pelos organismos ambientais.

Pode ficar a saber um pouco mais sobre COVs – Compostos Orgânicos Voláteis, aqui.

  • INFORMAÇÃO ÚTIL
  • Privilegie a utilização de tintas de base aquosa para ter uma habitação com menos poluentes.
  • Os produtos aquosos têm como base a água e não solventes quimicos.
  • Conscientes desta realidade, a industria da área das tintas e vernizes já oferecem uma vasta gama de produtos de base aquosa, e tem desenvolvido um grande esforço para substituirem os seus produtos mais poluentes por estes.

Tem alguma dúvida?

Na nossa base do conhecimento poderá encontrar resposta para as questões mais frequentes.

Ver Base do Conhecimento

Mensagem: 1

  1. Airton filho
    Airton filho
    4 Dezembro, 2017 às 08:40

    Preparei a tinta conforme recomendaçao da fabricante mas onde existe bordas nao e possivel cobrir existe uma fuga de cobertura.

    Responder
Responder a Airton filhoCancelar

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

As minhas cores favoritas