Pintar

Vai pintar? 4 erros que não deve cometer

Pintar uma habitação não é uma tarefa que se queira fazer todos os anos; são os custos associados, o tempo gasto e o trabalho que dá. Se vai pintar a sua casa, vai querer que o tra...

pintar 4 erros a evitar

Vai pintar? 4 erros que não deve cometer

Pintar uma habitação não é uma tarefa que se queira fazer todos os anos; são os custos associados, o tempo gasto e o trabalho que dá. Se vai pintar a sua casa, vai querer que o trabalho fique impecável e que dure o máximo de tempo possível. Este resultado não será possível de obter se procurar fazer atalhos para despachar o serviço.

Quando se pretende pintar uma habitação a tendência corrente é apenas se pensar na tinta e na cor que se vai usar, no entanto, esta é uma estratégia muito errada a seguir que se pode transformar num grande desastre e exigir uma nova pintura, com mais gastos e mais tempo perdido.

Saiba quais são os 4 erros mais comuns na pintura que você nunca deve cometer.

Aplicar só uma demão de tinta

A correria a que vida moderna nos sujeita, leva-nos a querer economizar o máximo de tempo possível em todas as tarefas que achamos menos importantes. Ao pintar, muitos tentam economizar tempo cobrindo toda a superfície com uma única camada de tinta. Este é um grande erro que deve evitar. Uma camada de tinta é normalmente suficiente apenas para nivelar a superfície. Se pensa que um camada mais grossa resolverá o problema, está enganado. Uma camada espessa fará com que a tinta escorra e demore ainda mais tempo a secar. Evite este erro de pintura.

Além disso, nas camadas grossas de tinta existe maior possibilidade de surgirem rachas e a tinta começar a descascar. A melhor solução é aplicar pelo menos duas camadas iguais, deixando secar totalmente entre a aplicação de cada camada.

Pintar sobre tinta parcialmente seca

Outra grande erro, mas bastante comum, é as pessoas aplicarem as demãos seguintes de tinta sem que as anteriores estejam convenientemente secas. Pintar sobre uma tinta que não está devidamente seca vai causar graves problemas de nivelamento da pintura. Isto vai resultar em marcas e manchas inestéticas nas paredes. Além disso, a tinta parcialmente seca pode descascar enquanto está a aplicar a nova camada. Nestes casos ao aplicar a nova camada de tinta, vão vir agarradas ao pincel ou ao rolo bocados da tinta que ainda não estava devidamente seca.

Pintar sobre tinta apenas parcialmente seca irá dificultar a aderência da nova camada, e com isto, a sua nova demão terá dificuldade em aderir à superfície. Para evitar este problema deverá esperar o tempo necessário entre demãos. Esta informação costuma vir nas embalagens da tinta ou pode consultar a ficha técnica para saber qual o tempo mínimo que o fabricante indica. Repare que este período de tempo de espera entre demãos pode também variar conforme o estado do tempo; mais ou menos calor, humidade existente, etc.

Tirar a tinta diretamente da lata

Querer ser rápido ao fazer o trabalho de pintura, ou não ter as ferramentas adequadas, normalmente resulta numa pintura desastrada. Utilizar as ferramentas erradas ou mesmo ferramentas sujas, regra geral resulta numa pintura defeituosa e no desperdiço de tinta.

Uma das piores decisões que pode tomar enquanto estiver a pintar é tirar a tinta diretamente da lata. Além do risco de poder sujar tudo à sua volta com tinta, vai ser muito difícil obter uma quantidade uniforme de tinta na sua ferramenta de pintura, especialmente se estiver a usar um rolo de pintura. Também pode transferir quaisquer grumos e impurezas que exista na tinta para as paredes. Além deste problemas, ainda corre o risco de contaminar toda a lata de tinta com uma ferramenta suja. A melhor solução é transferir uma pequena quantidade de tinta para um tabuleiro de pintura para que possa controlar a quantidade de tinta que vai no pincel ou no rolo.

Ignorar o primário

Uma das grandes dúvidas, para quem vai pintar uma superfície, é se vai ser necessário aplicar um primário. Na maioria dos casos a aplicação de um primário é de extrema importância, é a primeira camada a ser aplicada na superfície e que irá facilitar a aderência das camadas subsequentes de tinta. Os primários podem ter várias finalidades, são estes que ajudam a esconder manchas, a evitar a infiltração da humidade na superfície, a uniformizar a absorção da superfície, etc. Nunca recorra a desculpas como a falta de dinheiro ou tempo para não usar um primário antes de pintar, possivelmente, se fizer isso, irá gastar ainda mais dinheiro e tempo para voltar a fazer o trabalho. Além disso, se quiser poupar dinheiro não aplicando um primário irá acabar por gastar mais litros de tinta.

Se não tem a certeza qual o tipo de primário que deve usar num trabalho de pintura, informe-se junto de um profissional na loja onde for comprar as tintas e restantes materiais. Para ficar a saber um pouco mais sobre primários leia o nosso artigo “Primários- Como Utilizar“.

Além de ser muito importante evitar os quatro erros acima descritos, existem outros cuidados que deve ter quando fizer um trabalho de pintura; reparações bem feitas, a correta limpeza das superfícies, a qualidade das tintas e restantes produtos, a compatibilidade entre produtos, entre outros…, tudo contribuirá para obter um melhor ou pior resultado final de pintura.

Agora que já sabe quais são os erros mais comuns a evitar, tudo o que precisa fazer é adquirir os produtos e as ferramentas de pintura certos e começar o seu trabalho.

Boas pinturas!

Tem alguma dúvida?

Na nossa base do conhecimento poderá encontrar resposta para as questões mais frequentes.

Ver Base do Conhecimento

Mensagens: 5

  1. Mm arcis
    Mm arcis
    16 Abril, 2021 às 12:08

    Como pintar o teto crespo me ajude por favor. E porque fica mancha em alguns pontos passei a vassoura para limpar um pouco o pó..

    Responder
  2. Marta Santiago
    Marta Santiago
    11 Fevereiro, 2020 às 12:22

    As vossas dicas ajudam imenso, obrigada e continuem este excelente trabalho.

    Responder
  3. Motta Claudia
    Motta Claudia
    29 Janeiro, 2020 às 11:54

    bom dia
    tenho parede sala com cerâmica preta de relevo numa extensão de 12 metros quadrados. já existia quando comprei o imóvel e detesto. Aconselham pintura?

    Responder
    • Tintas e Pintura
      Tintas e Pintura • Autor •
      30 Janeiro, 2020 às 16:12

      Olá Motta,

      A pintura pode ser uma solução nesses casos. Note no entanto que o relevo não vai desaparecer com a pintura. Se o relevo for muito acentuado, para a pintura ficar em boas condições, pode ser um pouco difícil fazer o trabalho, principalmente se tiver pouca experiência em pintar.
      Leia o nosso artigo “COMO PINTAR AZULEJOS“.

      Sempre ao dispor.
      Tintas e Pintura

      Responder
  4. Nelson Rodrigues da Silva
    Nelson Rodrigues da Silva
    4 Outubro, 2019 às 15:34

    Bom dia, a todos da empresa Tintas & Pintura.
    Gostei muito das dicas de como fazer uma boa pintura.
    Eu fiz um curso de pintura na ABRAFAT. Para começar a trabalhar neste ramo de pintura.
    La tivemos varias dicas e apostila de preparar a superficie antes de pintar.
    O que o mercado de trabalho precisa e qualificar e valorizar este trabalho.

    Gostaria de fazer um curso sobre grafiato. Se tiver alguma dica agradeço.
    Muito obrigado.

    Responder
Deixe a Sua Mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

As minhas cores favoritas