Ajudamos a Pintar Portugal Desde 2005
Glossário de termos de tintas e pintura

Calcinação

O termo “Calcinação” refere-se à deterioração da superfície de uma Tinta em exteriores devido à ação das intempéries, resultando em uma superfície desbotada coberta por um pó esbranquiçado.

A calcinação ocorre quando o Ligante da tinta é degradado por condições ambientais adversas, como exposição prolongada à radiação ultravioleta, variações de temperatura, Humidade, chuva ácida, entre outros fatores. Essas condições podem causar danos ao ligante da tinta, levando à sua deterioração e ao aparecimento da superfície desbotada e do pó esbranquiçado.

Quando a calcinação ocorre, é importante remover completamente essa camada de tinta degradada antes de repintar a superfície. A remoção adequada da tinta calcinada pode ser feita através de métodos como raspagem, lixamento ou uso de produtos químicos adequados para decapagem. A remoção completa do material degradado permitirá que a nova camada de tinta adira adequadamente à superfície e evite problemas futuros de Aderência e Durabilidade.

Portanto, para obter um resultado de Repintura de qualidade em superfícies que apresentam calcinação, é necessário remover completamente a tinta deteriorada antes de aplicar uma nova camada de tinta. É sempre recomendado seguir as orientações dos fabricantes de tintas e adotar as melhores práticas de preparação da superfície antes de repintar.

o termo calcinação também se pode referir a um processo de aquecimento controlado de certos materiais inorgânicos, como óxidos metálicos, carbonatos e hidróxidos, a altas temperaturas, geralmente em fornos. Esse processo visa promover a decomposição térmica desses materiais, resultando numa mudanças químicas e físicas que os transformam em pigmentos inorgânicos.

Durante a calcinação, os materiais são expostos a temperaturas elevadas, geralmente acima de 600°C, por um determinado período de tempo. Esse aquecimento provoca a perda de água, dióxido de carbono ou outros compostos voláteis presentes nos materiais, resultando na formação de partículas de pigmentos estáveis e de tamanho controlado.

Os pigmentos inorgânicos obtidos por calcinação são amplamente utilizados na indústria de tintas para fornecer cor, Opacidade e outras características desejadas às tintas. Alguns exemplos de pigmentos obtidos por calcinação incluem óxido de ferro (que produz pigmentos vermelhos, amarelos e castanhos), dióxido de titânio (Pigmento branco), óxido de cromo (pigmento verde) e muitos outros.

A calcinação é um processo fundamental na produção de pigmentos inorgânicos, pois permite a transformação dos materiais brutos em pigmentos com propriedades específicas, como Estabilidade química, resistência à luz, poder de tingimento e dispersão adequada na tinta. Esses pigmentos são então incorporados às formulações de tintas para fornecer cores duradouras e de alta qualidade nas aplicações de pintura.

Este artigo foi importante para si?

ADVERTISEMENT