Alcalinidade

Fique a saber um pouco mais sobre este termo.

Alcalinidade

Na Química chamam-se “bases” aos produtos que são opostos aos “ácidos”. As “bases” mais activas, são as derivadas dos metais chamados “alcalinos”, quer dizer, o sódio, o potássio, o cálcio. O produto mais conhecido é o hidróxido de sódio, ou “soda”, que é um dos produtos mais agressivo contra os óleos e outros produtos orgânicos, como a pele e os olhos; estes hidróxidos de metais alcalinos designam-se de como “álcalis”.

Por derivação chama-se “alcalinidade” à propriedade “básica” de certos materiais, que contêm produtos derivados dos ditos “álcalis”, como por exemplo, o cimento e os seus derivados, que ao forjar com água forma hidróxido cálcico.

Uma forma de identificar, e inclusive de valorizar, a alcalinidade, ou agressividade alcalina, de um material ou uma superfície, é colocá-la em contacto com um “papel indicador de pH”, ou “papel de tornassol”, humedecido em água destilada. A sua alteração de cor indicará o grau de alcalinidade, segundo uma escala que vem na embalagem do papel. Existem outros métodos, como a diluição da fenolftaleína, que é incolor e que fica rosa em contacto com os álcalis, e outros.

Quando os ácidos reagem com os álcalis, formam-se os sais alcalinos, como é exemplo o cloreto de sódio (sal comum), o carbonato de cálcio, e outros “sais alcalinos”, como os existentes nas águas minerais, por exemplo, mas que em nenhum caso têm efeito “alcalino” no sentido de agressão “básica” da que estamos a tratar.

Nem todas as tintas são sensíveis aos álcalis, e nem todas são resistentes aos mesmos. É necessário conhecer a resistência de cada tinta a este factor, pois influência fortemente a sua duração.

As minhas cores favoritas